Suculentas: Como Cuidar, Quais os Tipos e fotos de inspiração - Fashion Trends
Plantas

Suculentas: Como Cuidar, Quais os Tipos e fotos de inspiração

25 de outubro de 2023

Suculentas

As suculentas, plantas conhecidas por sua capacidade de armazenar água em suas folhas e caules, tornaram-se extremamente populares nos últimos anos devido à sua beleza, variedade e facilidade de cuidado.

Essas plantas vêm em uma ampla gama de formas, cores e tamanhos, tornando-as uma excelente escolha para decorar sua casa ou jardim. Neste guia, exploraremos como cuidar das suculentas, os diferentes tipos disponíveis, o melhor local para colocá-las e dicas sobre como mantê-las saudáveis.

O que são suculentas?

As suculentas são reconhecidas por uma característica distintiva: suas folhas carnudas. O termo “suculenta” se refere a plantas que têm a habilidade de armazenar água não apenas nas folhas, mas também em seus troncos, caules, talos e até mesmo raízes. Devido a essa reserva hídrica, as suculentas não requerem regas frequentes, tornando-as extremamente fáceis de manter.

suculentas diversas em vasos

Você já teve a oportunidade de observar de perto essa planta? Se observar com atenção, notará que a superfície da suculenta é adornada por minúsculos pelos. Essa característica é uma adaptação importante para todas as plantas que habitam ambientes áridos, uma vez que esses pelos desempenham o papel de otimizar a captação de orvalho.

como cultivar suculenta no jardim

Tipos de Suculentas

Existem inúmeras variedades de suculentas, desde as pequenas e delicadas Haworthias, até as imponentes e esculturais Agaves. Algumas das suculentas mais populares incluem:

Echeveria

Com suas rosetas de folhas suculentas e uma variedade de cores, as Echeverias são escolhas populares para vasos e arranjos.

suculenta Echeveria

Sedum

Conhecidos por seu crescimento rápido e florescimento vistoso, os Sedums são ótimas para jardins de pedras ou canteiros.

sedum suculenta

Crassula

Esta família inclui suculentas como a Jade, com folhas carnudas e grossas. Elas são apreciadas por sua facilidade de cuidado.

suculenta Crassula

Cactos

Os cactos são um tipo específico de suculenta com espinhos. Existem inúmeras variedades, desde pequenos cactos de interior até os gigantes saguaros do deserto.

Veja também: Plantas Nativas e Exóticas: Entenda as Diferenças e Cuidados Adequados

Como cuidar de Suculentas?

Cuidar de suculentas é relativamente simples, mas alguns cuidados são essenciais para mantê-las saudáveis:

  • Luz: A maioria das suculentas precisa de luz solar direta ou indireta para crescer de maneira saudável. Coloque suas suculentas em um local onde elas recebam pelo menos 6 horas de luz solar indireta por dia.
  • Solo: Use um solo bem drenado específico para suculentas ou crie o seu misturando terra com perlita ou areia para melhorar a drenagem.
  • Rega: A regra geral é regar as suculentas quando o solo estiver seco, mas isso pode variar dependendo das condições de crescimento. Evite encharcar as raízes, pois o excesso de água pode causar apodrecimento.
  • Vasos: Escolha vasos com furos de drenagem para evitar o acúmulo de água no fundo.
  • Fertilização: Fertilize suas suculentas com um adubo balanceado de baixa concentração a cada dois a três meses durante a estação de crescimento.

Como cultivar suculentas?

Suculentas podem ser cultivadas em diferentes recipientes, como vasos, bacias ou diretamente no solo do jardim. No entanto, é importante observar que essas plantas preferem um solo mais arenoso. Ao cultivar suculentas em vasos, é aconselhável preparar uma mistura de solo, combinando partes iguais de terra comum de jardim, terra vegetal, composto orgânico e areia.

cuidados suculenta

Se você adquiriu uma suculenta e deseja transferi-la para um novo vaso, aqui está um guia rápido e prático para ajudá-lo nesse processo:

  1. Comece escolhendo um vaso que tenha furos no fundo para permitir a drenagem da água.
  2. Prepare uma mistura de solo adequada para suculentas, que deve conter terra vegetal, condicionador de solo, areia e húmus de minhoca.
  3. Com cuidado, retire a suculenta do vaso original, tomando cuidado para não danificar as raízes.
  4. Coloque a suculenta no novo vaso e adicione a mistura de solo ao redor dela, tomando o cuidado de não cobrir as folhas.
  5. Para finalizar, adicione uma camada de cobertura, que pode ser composta por pedras brancas decorativas ou areia. Isso não apenas proporcionará um acabamento estético, mas também ajudará a manter a umidade adequada no solo.

Seguindo essas etapas simples, você poderá transplantar suas suculentas para um novo vaso de maneira eficaz, proporcionando a elas as condições ideais para crescerem e prosperarem.

Como cuidar de uma suculenta?

Quer aprender a cuidar da sua plantinha e deixar ela sempre linda e viva? Confira nossas dicas:

1. Garanta que ela esteja recebendo luz suficiente

A maioria das suculentas aprecia a luz solar e requer, em média, cerca de seis horas de sol por dia, embora esse requisito possa variar de acordo com o tipo de suculenta. No entanto, suculentas recém-plantadas são sensíveis à luz solar direta e podem sofrer queimaduras. Portanto, é aconselhável introduzi-las gradualmente à exposição total ao sol ou fornecer sombra utilizando uma cortina transparente.

2. Gire elas com frequência

Embora as suculentas prosperem com a luz solar direta, quando uma delas permanece no mesmo local dia após dia, é provável que apenas um lado receba a quantidade adequada de luz. Portanto, é fundamental girar a planta regularmente. As suculentas tendem a crescer na direção do sol, então girá-las periodicamente auxiliará a mantê-las com uma postura ereta e equilibrada.

3. Água de acordo com a estação do ano

Assim como nós, as suculentas têm maiores demandas de energia durante seus períodos de crescimento. Portanto, na primavera e no verão, essas plantas florescem e requerem uma quantidade significativamente maior de água em comparação com os períodos de descanso no outono e inverno. É aconselhável testar a umidade do solo com o dedo.

Quando os primeiros 1,25 polegadas da camada superior estiverem secos, é hora de regar. No entanto, é importante lembrar que o excesso de água pode ser prejudicial para suas suculentas, portanto, certifique-se de permitir que o solo seque completamente entre os ciclos de rega.

4. Procure regar o solo com frequência

Ao regar suas suculentas, assegure-se de que a água seja aplicada até que ela comece a escoar pelos orifícios de drenagem do recipiente. No caso de um recipiente desprovido de orifícios de drenagem, é aconselhável utilizar uma quantidade menor de água.

Evite o uso de um pulverizador para regar essas plantas, uma vez que a névoa resultante pode danificar as raízes e causar mofo nas folhas. Como alternativa, você pode optar por colocar os recipientes em uma bandeja com água e permitir que a água seja absorvida através dos orifícios de drenagem. Assim que a superfície do solo estiver úmida, retire-os da bandeja para evitar o excesso de umidade.

terrário suculentas

5. Mantenha elas sempre limpas

Inevitavelmente, a superfície das plantas acumula poeira, especialmente aquelas que são mantidas em ambientes internos. Essa questão deve ser tratada com atenção, uma vez que o acúmulo de poeira pode prejudicar o crescimento das suculentas. Portanto, é recomendável limpar as folhas com suavidade, utilizando um pano úmido, e para as áreas de difícil acesso, empregar um pincel macio.

6. Procure um “potinho” com drenagem

As suculentas não prosperam em solos encharcados, tornando a drenagem um aspecto crucial para evitar o apodrecimento das raízes. Portanto, é fundamental que o recipiente utilizado tenha um orifício de drenagem, o que permitirá a saída do excesso de água. Nesse sentido, os vasos de terracota são particularmente indicados para iniciantes, pois auxiliam na manutenção de um ambiente propício ao crescimento saudável das suculentas.

7. O solo ideal para suculentas

As suculentas requerem um solo que proporcione boa drenagem, portanto, o solo de jardim comum não é suficiente. É recomendável optar por um solo específico para cactos ou criar uma mistura, combinando solo para envasamento com areia, pedra-pomes ou perlita. É importante ter em mente que as raízes das suculentas são delicadas, portanto, tenha cuidado ao manuseá-las, garantindo um tratamento gentil.

8. Como se livrar dos insetos

As suculentas cultivadas em ambientes internos geralmente não são propensas a problemas com pragas, embora ocasionalmente possam surgir insetos. Os mosquitos, por exemplo, tendem a ser atraídos por suculentas plantadas em solo excessivamente úmido e com drenagem inadequada. Para eliminar ovos e larvas, é possível realizar uma pulverização do solo com álcool isopropílico a 70%.

Cochonilhas, também conhecidas como “mealybugs,” são uma praga com a qual os cultivadores de suculentas frequentemente precisam lidar. O excesso de água e a fertilização exagerada são causas comuns para a infestação de cochonilhas. Em casos de plantas infectadas, é importante isolá-las de outras suculentas e aplicar uma solução de álcool isopropílico a 70% para controlar a infestação.

como se livrar dos insetos nas suculentas

Qual é o melhor local para deixar suculentas?

O local ideal para suculentas depende do clima da região, mas em geral, elas prosperam em áreas com luz solar abundante. No entanto, algumas suculentas, como as Haworthias, preferem luz indireta ou sombra parcial. Em climas quentes, as suculentas podem ser plantadas ao ar livre, enquanto em climas mais frios, é melhor cultivá-las em vasos e levá-las para dentro durante o inverno.

Quais são as Suculentas que Não Gostam de Sol

Embora a maioria das suculentas aprecie a luz solar, algumas espécies não são fãs de luz solar direta constante e podem ficar queimadas. As Haworthias e algumas variedades de Sansevierias são exemplos de suculentas que preferem sombra parcial ou indireta.

Quais suculentas gostam de sombra?

Embora a maioria das suculentas seja conhecida por prosperar sob a luz solar direta, há um grupo encantador que aprecia a sombra. Essas suculentas oferecem uma variedade de tamanhos, formas e cores únicas. Te mostramos algumas das espécies que apreciam uma sombra.

Suculenta Barba de Moisés

Essa suculenta prefere luz difusa e condições de meia sombra. Com o nome popular de “lágrimas de bebê”, é amplamente empregada como cobertura de solo em jardins, mas também pode ser cultivada em recipientes e integrada a jardins verticais.

Suculenta Zebra

Originária da África do Sul, essa suculenta tem um porte médio, alcançando até 20 centímetros de altura. Suas folhas são notáveis por sua espessura, forma triangular e extremidades pontiagudas, apresentando distintivas “verrugas” brancas que se destacam em contraste com o fundo de cor verde escuro.

Arbusto elefante

Essas suculentas adaptadas à sombra possuem folhas verdes, pequenas e arredondadas, com a capacidade de desenvolver tons mais escuros, dependendo do ambiente em que são cultivadas. Comumente chamada de “mini-jade,” essa planta demonstra um crescimento rápido e deve ser plantada em solo com boa drenagem e textura arenosa.

Dedo de moça

As suculentas conhecidas como “dedo de moça” ou “rabo-de-burro” são espécies ideais para ambientes sombreados. Sua característica pendente torna-as populares na decoração de paredes tanto em espaços internos quanto externos. Com potencial para crescer até 1 metro de comprimento, essas suculentas são notáveis por sua robustez e exigem poucos cuidados de manutenção.

Qual é o melhor lugar para deixar uma suculenta?

As suculentas podem ser posicionadas em praticamente qualquer local, contanto que recebam a quantidade adequada de luz e tenham o solo apropriado para o seu crescimento. Portanto, o melhor lugar para acomodar uma suculenta é flexível e pode ser escolhido de acordo com a sua preferência.

Elas podem adornar qualquer espaço em sua casa, seja dentro de cômodos, em varandas ou no jardim, desde que sejam acompanhadas de cuidados adequados.

No entanto, de acordo com o Feng Shui, uma técnica chinesa que busca harmonizar os ambientes para atrair influências positivas da natureza, há algumas orientações a serem consideradas. Evite posicionar suculentas em locais onde elas possam ficar sob espelhos, uma vez que essa configuração pode anular seus benefícios.

Da mesma forma, não é aconselhável colocar suculentas em banheiros, uma vez que o ambiente úmido pode enfraquecê-las, impedindo que cumpram seu propósito de afastar energias negativas.

Além disso, é recomendável evitar a presença de suculentas na sala de jantar, uma vez que esse espaço é frequentemente visitado e atrai muitas vibrações. Portanto, posicionar uma suculenta nesse ambiente pode ser contraproducente de acordo com os princípios do Feng Shui.

Como fazer quadros de Suculentas? Veja passo a passo

Em resumo, as suculentas são plantas incrivelmente versáteis e fáceis de cuidar, tornando-se escolhas populares para jardineiros iniciantes e experientes. Entendendo suas necessidades de luz, solo, rega e escolhendo os tipos certos para o seu ambiente, você pode desfrutar da beleza duradoura dessas plantas notáveis. Certifique-se de sempre monitorar suas suculentas e ajustar os cuidados conforme necessário para garantir que elas prosperem e continuem a adicionar um toque de exotismo ao seu espaço.




Você também vai gostar

Comente com o seu perfil do Facebook:

Sem Comentários

Comentários

TRAJE ESPORTE FINO FEMININO